Aproveite este momento para criar novas estratégias e se adaptar para continuar crescendo no mercado. 

Toda crise é resposta de um momento ou situação grave que aconteceu e nos pegou despreparados. Um período de desordem e muita incerteza. Por isso, é neste momento que muitas pessoas acabam desistindo de sonhos, projetos e até mesmo de sua própria vida. Mas, é importante ter em mente que tudo passa: mesmo as crises mais difíceis e duradouras. Como nação, estamos vivendo um destes desafios e o medo do que está por vir pode estar assolando sua empresa. 

Diante da crise econômica que estamos correndo risco de passar pelos próximos dias, por consequência da pandemia do COVID-19 (o coronavírus), precisamos nos manter muito focados e confiantes em nosso negócio. Mas, também, levar em consideração algumas estratégias que podem nos ajudar a manter (ou ainda fazer crescer) nossa empresa. 

Toda crise é uma oportunidade! Tenha isso em mente e não desista: lembre-se do que você conquistou até aqui. Pensando nisso, destacamos as principais dicas para ajudar pequenos e médios empresários a encontrar soluções para viver este momento sem perder o controle e nem precisar fechar. 

1. Sem desespero

Antes de tudo, vale lembrar que a inteligência emocional neste momento é imprescindível. Deixe de pensar o que pode ou não acontecer e trabalhe com fatos. Ou seja, não é hora de perder tempo com o “será”. 

“Minha maior dica é: acompanhar coletiva de imprensa e notícias de sites confiáveis. Mas sempre com foco no hoje, no agora e no que aconteceu. Deixe de lado as notícias que preveem o que acontecerá depois. Sem dados estatísticos e um bom argumento, não vale a pena se preocupar precocemente”, reforça a CEO da GROWnd, Fernanda Bueno.

2. Se necessário, mude sua direção

Coloque-se no lugar do seu cliente e busque entender como ele está agindo neste momento. Muitas empresas deixam de crescer porque param de pensar no cliente e começam a focar muito em retorno financeiro. Isso não só em crise, é sempre. 

Mas agora é hora, mais do que nunca, é a hora de você parar e pensar. “Realmente seja o seu próprio cliente, entre na realidade dele e se permita viver essa experiência com a mente totalmente aberta e disponível para novas ideias. Ou seja, se for preciso mudar forma de atendimento, valor do seu produto ou até mesmo argumentos, que você faça isso”, destaca.

Isso significa que muitas vezes você vai precisar deixar de lado alguns conceitos que você criou de si mesmo, do seu próprio negócio. Por exemplo, cresceu muito o atendimento online, então pense que talvez reduzir o valor do seu atendimento é uma solução atrativa e que demonstra para o seu cliente que você está preocupado com ele e buscando soluções que fique bom para todos. 

Uma coisa é certa: nenhuma mudança é fácil, mas é muito necessário para manter o seu negócio. 

3. Marketing Digital

Neste momento, o Marketing Digital é uma das primeiras coisas que as empresas deixam de investir. Aí está um dos maiores erros, porque se todos estão em casa, usando as mídias digitais mais do que nunca, é a maior oportunidade que você tem para se “mostrar” para o seu cliente. 

“Agora é o momento das empresas fazerem a diferença no ambiente online. Precisa criar vínculos, mostrar que está ali, que se preocupa com o que tem acontecido que não tem medo de se adaptar para ajudar o seu cliente”, afirma Bueno.

Se você já tem empresa ou uma pessoa que faz o serviço de marketing para seu negócio, procure conversar, buscar renegociar durante este período. Mas deixar de fazer o seu marketing online nunca vai ser a solução. Ao contrário, você pode ousar em novas estratégias e depois de pensar como seu cliente, encontrar uma grande oportunidade para inovar e até quem sabe, criar uma nova vertente.

“A grande dica é aproveitar o tempo em casa para criar vínculo com seus clientes. Então, dependendo de qual é o seu ramo, você pode fazer lives para conversar com os clientes, esclarecer dúvidas, falar sobre as novas estratégias que você está pensando para este momento. Para outros, que talvez não goste ou não tenha como fazer este tipo de coisa, pode criar artes que mostrem apoio a causa, que demonstre a preocupação com as famílias, etc. Sente com a pessoa ou equipe de marketing e peça ajuda para resolver isso e buscar, principalmente, a amizade do seu cliente.” indica a CEO.

Para quem não faz o serviço de marketing digital para o seu negócio, seja por falta de condições financeiras para este investimento ou por medo de não ter retorno, nós da GROWnd temos um projeto para este momento de pandemia. Você só paga depois de ter o resultado. Clique aqui e conheça mais!